No Rio…

Neste domingo, o grupo AGMH realizou mais um evento mensal no Museu Conde de Linhares. Mas era um evento especial… Além do aniversário do grupo, que teve direito até a um grande bolo, também foram comemorados os 40 anos do lançamento do Chevette no Brasil e o Dia Internacional da Mulher. Toda mulher que chegava em um carro antigo, recebia uma rosa e um certificado de participação.

Os Passat marcaram presença, até mais do que na “Praça de Março” do domingo anterior. Um dos Passat, um 74 amarelo, inclusive fez a sua estréia no evento, adquirido há poucos dias pelo novo proprietário, que já é um visitante do nosso blog. Foi uma grata surpresa, pois eu costumava ver este Passat em uso atualmente, e por azar sempre passava por mim em sentido contrário. Por isso, nunca consegui ver o carro com calma ou mesmo conversar com seu proprietário (no caso, ex-proprietário).

Passat LS 1980 - 44.000km rodados
Passat LS 1980 – 44.000km rodados
Passat LS 1974
Passat LS 1974 – Proprietário: Rodolfo Faria
Passat LS 1976 - Proprietário: Vinicius Lyra
Passat LS 1976 – Proprietário: Vinicius Lyra
As mulheres que chegaram em carros antigos receberam uma rosa e um certificado. Gentileza e homenagem prestada pelo grupo AGMH.
As mulheres que chegaram em carros antigos receberam uma rosa e um certificado. Gentileza e homenagem prestada pelo grupo AGMH.

Como ocorre com frequência, o Museu Conde de Linhares é palco para vários carros raros. O que mais chamou a atenção ontem foi o Citroën SM 1972, propriedade do Sr. Leandro, de Niterói, proprietário também de outros Citroën antigos, entre mais algumas raridades de outras marcas. Segundo ele, são conhecidas atualmente apens 6 unidades no Brasil, sendo que até pouco tempo atrás ele também era proprietário de outro SM, vendida recentemente para outro colecionador. O motorzão V6 da Maserati surpreende, assim como as diversas esferas verdes no cofre do motor, que fazem parte do incrível e famoso sistema de suspensão.

Citroen SM 1972
Citroen SM 1972
Todo o charme do Fusca, em um exemplar com jeitão esportivo.
Todo o charme do Fusca, em um exemplar com jeitão esportivo.

Outro modelo raríssimo por aqui foi o Honda Prelude 1986, trazido dos EUA para o Brasil pelo primeiro proprietário, um militar estrangeiro, que veio rodando juntamente com sua esposa. O carro preserva algumas características interessantes, incluindo adesivos no pára-brisa da base militar de Norfolk, Virginia. Hoje, com seu segundo proprietário, o carro está a venda e quem quiser pode levar pra casa esse modelo pouco conhecido por aqui.

Honda Prelude 1986
Honda Prelude 1986

Curtam as fotos do post e confiram as quase 70 fotos selecionadas pra você em nosso site, na área de eventos.

Grigorevski

Fundador da Home-Page do Passat e presidente do Passat Clube – RJ.

Um comentário em “No Rio…

  • 19 de Março de 2013 em 0:41
    Permalink

    Obrigado pela citação! Um detalhe do Citroen SM é que os “cromados” são, na verdade, aço inox, segundo o irmão do proprietário! Admirável também o orgulho e entusiasmo do Sr. Leandro em exibir e explicar os detalhes aos observadores, este ama o automóvel! Este encontro estava com muita coisa boa mesmo! Abraço!

    Resposta

Deixe uma resposta