Passat Clube de Curitiba ajuda a NACEC

nacec_092015No próximo domingo, dia 13, o Passat Clube de Curitiba fará em sua reunião mensal uma arrecadação financeira em prol da NACEC (Núcleo de Apoio a Criança Especial de Curitiba), uma entidade que atualmente atende a mais de 80 famílias. Toda a ajuda financeira recebida será depositada para a instituição e devidamente demonstrada através de comprovante do depósito no grupo do clube no Facebook.

O evento será realizado a partir das 15:00 no Mercadorama do Seminário, na Avenida Nossa Senhora Aparecida, 582.

Conheça um pouco mais da NACEC e veja também outras formas de ajudar, clicando aqui.

Desbravando São Paulo no Passat

heitor_estrada

O post de hoje é de autoria do Heitor Pomponi, amigo de longa data e também um pesquisador quando o assunto é Passat. Já colaborou para a Home-Page do Passat com o artigo sobre o Passat mais antigo do Brasil e tem mais material importante vindo por aí… E nas férias de 2015, o Heitor fez uma viagem do jeito que todos nós gostamos. Segue o relato recheado, claro, de fotos…


Sempre quis conhecer o Estado de São Paulo de carro, de norte a sul. Sou paulista de nascença, mas sempre gostei muito do interior do Estado. Programei minhas férias de 2015 para fazer um passeio onde eu realizasse um roteiro para conhecer uma boa parte do Estado. E óbvio, o carro escalado para essa aventura seria o Passat! Quer prazer maior em fazer uma viagem indo a locais que você escolheu, sem preocupação com tempo, compromissos e ainda por cima guiando nosso carro favorito? Não tem preço!

Bem, a região que eu montei o meu roteiro básico é mais na parte noroeste do estado. Motivos?

  • Levar o Passat de volta a sua “terra natal” (neuras de um xarope que imagina um carro com sentimentos… talvez alguns entendam)
  • Visitar amigos e parentes em algumas cidades
  • Cidades que eu tinha curiosidade de conhecer

Roteiro planejado, carro revisado, levantamento do que fazer nas cidades (turismo, comida, bebida, atrações locais, pousadas, etc.) e pé na estrada! Saí de São Paulo na quarta Feira, dia 12/08, e a previsão de chegada era entre dias 20 ou 21/08, ou quando acabasse o dinheiro hehehe…

Conforme as imagens do roteiro, fiz algumas mudanças no trajeto. Por curiosidade, para conhecer algum local indicado. A primeira pernada foi até a cidade natal do Passat, Santa Rita do Passa Quatro, onde conheci o município e outras cidades da região até o dia 15/08, quando peguei a estrada rumo a Jaboticabal, onde parei apenas para almoçar e conhecer a cidade. De lá, segui para Bebedouro, e em seguida para São José do Rio Preto visitar parentes. Fiquei nesta última cidade até o dia 17/08, quando parti rumo a Santo Antonio do Araranguá, passando por várias outras cidades durante o trajeto.

Roteiro original da viagem
Roteiro original da viagem
Roteiro realizado, com as alterações em vermelho.
Roteiro realizado, com as alterações em vermelho.
No morro do Itatiaia, em Santa Rita do Passa Quatro
No morro do Itatiaia, em Santa Rita do Passa Quatro
Em Cachoeira de Emas, na ponte Atílio Zero, sobre o rio Mogi Guaçu.
Em Cachoeira de Emas, na ponte Atílio Zero, sobre o rio Mogi Guaçu.

No dia 17/08 decidi não ficar hospedado em Santo Antonio do Araranguá e por isso estiquei até Araçatuba, ficando por lá até o dia 18/08. Em seguida me hospedei na cidade vizinha de Birigui, ficando por lá até o dia seguinte, quando saí rumo a Bauru para visitar os amigos Alex Tora e Marcelo Diana e também Reinaldo Alves (Lins).

No dia 20/08, por dica do amigo Alex, saí de Bauru rumo a Boracéia, localizada entre Bauru e Jaú. Lá existe uma balsa que atravessa o rio Tietê, um belo passeio. Feito este percurso fora do roteiro original, passei por Jaú e vim através de estradas vicinais passando por várias pequenas cidades até chegar em Piracicaba, onde peguei a rodovia dos Bandeirantes direto para a Capital.

Atravessando o rio Tietê de balsa, na cidade de Boracéia.
Atravessando o rio Tietê de balsa, na cidade de Boracéia.
Em frente a concessionária Munich, em Araçatuba
Em frente a concessionária Munich, em Araçatuba

Neste roteiro o Passat rodou um total de 2.168km em 8 dias sem nenhum problema grave, de forma impecável e com consumo médio de combustível de 11,98KM/L. Os níveis de água e óleo não se modificaram e o carro sempre funcionou em boa temperatura, mesmo com o calor severo do interior. O conforto do carro é muito bom (como todo Passat) e apenas uma observação: é mais prazeroso dirigir o Passat nas estradas vicinais, devido a segurança e firmeza nas curvas e o câmbio de 4 marchas, que pede pouquíssimas trocas e garante ótimas retomadas e ultrapassagens. Ocorreram apenas dois imprevistos no carro durante o passeio:

– Dia 19/08: a mola de retorno do acelerador estourou na rodovia. A peça era nova, instalada na semana anterior a viagem. Bastou recolocar a mola antiga e seguir viagem tranquilamente.

– Dia 21/08: ao chegar em São Paulo, o acabamento central prata do painel de instrumentos do lado dos marcadores se soltou e caiu, sem maiores consequências.

Na beira do rio Tietê e com uma visão inusitada de dentro do Passat.
Na beira do rio Tietê e com uma visão inusitada de dentro do Passat.
Mais uma das belas imagens que o interior de São Paulo (e um Passat) podem proporcionar...
Mais uma das belas imagens que o interior de São Paulo (e um Passat) podem proporcionar…

Digo com segurança que foram as melhores férias que tive na vida e sem dúvida foi uma das viagens de carro que mais gostei e me marcou. Espero ter outras oportunidades, para conhecer outras áreas do estado (sul, leste, etc…) e, claro, com o meu velho e companheiro de viagens.