28 anos do último Passat

Dia 2 de dezembro de 1988… Ayrton Senna conquistara há pouco mais de 1 mês o seu primeiro título mundial de F-1, o Bahia se encaminhava para seu segundo título brasileiro no futebol, a nova Constituição brasileira havia sido promulgada (e o Sarney ainda era presidente), o Bateau Mouche ainda era uma embarcação desconhecida e ativa, falar em um telefone móvel era coisa de filme. São 28 anos de fatos históricos e profundas mudanças no país e no mundo. Sem a menor intenção de fazer comparações, mas um desses fatos até hoje mexe com os leitores da Home-Page do Passat: neste dia, aproximadamente às 11:30, o último Passat deixava a linha de montagem.

Capa e páginas internas da Quatro Rodas de abril de 1988, já anunciando que o fim do Passat estava próximo.
Capa e páginas internas da Quatro Rodas de abril de 1988, já anunciando que o fim do Passat estava próximo.

Não é todo carro que sai de linha deixando tantas saudades. A edição de abril de 1988 da Quatro Rodas já comentava o esperado fim em sua capa: “O Passat resiste”. E complementava: “Ameaçado de sair de linha, continua melhor e mais barato que Gol e Voyage”. E em suas páginas internas, lamentava: “Querem acabar com ele. Pode?”. Não apenas a revista lamentava, como foi um dos únicos modelos a merecer uma matéria no Jornal Nacional anunciando seu fim. Os dois últimos Passat produzidos, ambos GTS Pointer, um prata e um vermelho, foram mostrados ainda na linha de montagem enquanto o repórter falava das características do carro.

Reportagem do Jornal Nacional, da Rede Globo, falando sobre o dia em que o último Passat saiu da linha de montagem. Fonte: CEDOC / TV Globo
Reportagem do Jornal Nacional, da Rede Globo, informava o fim da produção do Passat. Fonte: CEDOC / TV Globo

São 28 anos de saudades desde que o último Passat deixou a linha de montagem. De lá pra cá, o Passat deixou de ser apenas um carro fora de linha, tornando-se um veículo antigo. Infelizmente nesse período muitos exemplares se perderam, seja por acidentes, roubos ou por falta de cuidados. A frota estimada de 600.000 Passat ainda em circulação na matéria do Jornal Nacional certamente foi bastante reduzida. Mas ainda temos uma legião de admiradores se esforçando pra manter os Passat remanescentes nas melhores condições possíveis.

Grigorevski

Fundador da Home-Page do Passat e presidente do Passat Clube - RJ.

6 comentários em “28 anos do último Passat

  • 2 de dezembro de 2016 em 15:42
    Permalink

    São poucos os carros que são descontinuados e que recebem uma atenção da mídia não especializada. Que orgulho do Passat!

    Resposta
    • 2 de dezembro de 2016 em 20:06
      Permalink

      Infelizmente o vídeo foi adquirido há alguns anos do CEDOC da Globo, com contrato assinado que impede a reprodução na internet, TV, etc. Exibimos no Encontro Nacional do Passat em 2011, como o contrato permite.

      Resposta
      • 12 de setembro de 2017 em 19:08
        Permalink

        E nós que não moramos em SP? Não vê?

        Resposta
  • 3 de dezembro de 2016 em 8:47
    Permalink

    Este carro é um antigo muito especial pois, além da “onda” de desfilar por aí permite o uso diário pela manutenção de baixo custo e resistência do conjunto, bastando alguns cuidados principalmente com a carroceria.
    Tem a direção levíssima mesmo sem possuir assistência hidráulica, diâmetro de curva incomparável, suspensão razoavelmente firme e estável, motor com desempenho suficiente para uma condução segura tanto na cidade quanto em estradas além de ter consumo aceitável em comparação a carros atuais.
    O interior é simples e funcional, a visibilidade espetacular, bem aerado mas normalmente fica devendo no verão… As suas linhas foram desenhadas com muito bom gosto, tem detalhes interessantes, como a linha inferior das janelas em seu início e fim, com a quebra em ângulo antes de subir as colunas. Porta-malas bom no duas portas e espetacular no três.
    Enfim, passaria a manhã elogiando o carro mas creio que a maioria aqui já sabe de tudo que escreveria…
    Grande abraço, amigos!

    Resposta
  • 12 de setembro de 2017 em 19:05
    Permalink

    Ninguém tem essa matéria do JN?

    Resposta

Deixe uma resposta