Personalização de época: Passat LS 1981

Registros antigos são sempre interessantes, ainda mais quando envolvem um Passat! As fotos de hoje são do Rio de Janeiro e mostram uma personalização de época. Tudo começou com o artigo publicado ontem sobre o Passat LS Série Especial. O nosso leitor Mario César lembrou de um Passat LS 1981 que ele comprou em 1989. Ele possuía algumas características do Série Especial, como os frisos largos, as polainas “retráteis” e o motor 1.6 do TS. Se era um LS “convencional” ou o da edição limitada, ele não sabe dizer. Na teoria, por ser 1981 até poderíamos acreditar se tratar de um LS normal, porém como estamos acostumados aos erros de cadastros que o Detran-RJ cometia nos anos 70 e 80, também não devemos descartar nenhuma hipótese.

Passat LS 1981 - Foto de 1989

O carro foi logo personalizado. Rodas aro 14″ do Pointer (não, ninguém chamava essas rodas de Snowflake ou seja lá que outro nome possam chamar hoje em dia), lentes da ré pintadas de vermelho (e o elemento reflexivo também tinha uma lâmpada), uma leve rebaixada, lentes das setas “cristal” da Cibié, retrovisores dos modelos a partir de 1983, ausência de cromados nos frisos, ausência de emblemas, entre outras características. Era uma das receitas básicas de personalização do Passat e que, convenhamos, era algo de bom gosto. Sem necessidade de rodas enormes, assoalho arrastando pelo chão e outras características comuns atualmente. Notem que até mesmo as placas entravam no jogo (lembram deste post de 2012?), com uma mini-placa traseira e a retirada da placa dianteira.

Passat LS 1981 - Foto de 1989

Conta o Mario que entre as modificações internas, posteriormente foi instalado um relógio (que era o mesmo usado no teto dos Verona) entre o console e o painel, devidamente pintado de preto fosco. Também não poderia faltar o volante do Passat TS! E para o som, um toca-fitas Volksline com amplificador e 4 alto-falantes de 8″ traseiros. Infelizmente não há fotos do interior do carro.

Passat LS 1981
Nesta foto, o carro já exibia outro jogo de rodas e suspensão um pouco mais baixa do que antes.

É interessante perceber também que as personalizações dos anos 70 e 80 costumavam ter suas regionalidades. Em uma época onde não havia internet com suas dezenas de redes sociais recheadas de fotos como hoje. Então, muitas das modas acabavam se restringindo aos seus estados. As pessoas que viveram aquela época com mais intensidade contam como conseguiam até identificar que um carro era de fora apenas pelo seu estilo, algo que seria bem difícil no mundo globalizado (até nisso) de hoje.

Sendo ou não um LS Série Especial, fica aqui o importante e raro registro do que se fazia no Rio de Janeiro no final dos anos 80.

Grigorevski

Fundador da Home-Page do Passat e presidente do Passat Clube - RJ.

3 comentários em “Personalização de época: Passat LS 1981

  • 28 de setembro de 2017 em 21:53
    Permalink

    Muito legal essa matéria.
    Eu tive um LS 79 comprado zero, o mantive por treze anos.
    Em SP a gente usava também na frente um spoiler parecido com o do TS, e faróis de milha retangulares abaixo do para-choque, que eram alvo fácil de furto do qual fui vítima também.
    As lentes brancas dos piscas dianteiros eram personalização quase obrigatória, e para me diferenciar eu coloquei lâmpadas da linha Corcel/Del Rey, de cor laranja. Ficou demais de bonito.
    Detalhe curioso: o balconista da concessionária Ford não quis vender logo de cara (e eu não falei que era para Passat). Ele insistia que eu não precisava das lâmpadas porque segundo ele essas lâmpadas eram importadas e nunca queimavam (!!!).

    Resposta
    • 28 de setembro de 2017 em 23:03
      Permalink

      Relatos como o seu são sempre ótimos de ler!

      Aqui no RJ também se usava faróis de neblina. Meu pai teve um LS 80, que até já foi tema de post aqui em 2014. A única coisa que ele mudou externamente até 1989 foi instalar um par de faróis de neblina, creio que eram os Euro Serra (eu era pequeno e não era atento a esses detalhes). Em uma viagem pro interior de Minas Gerais pra visitar minha avó, quando ela morava em um apartamento sem vaga de garagem, meu pai estava sem sono de madrugada e ficou olhando pela janela. Em dado momento apareceu um garoto e abaixou na frente do carro… Ele deu um grito e o garoto saiu correndo. No dia seguinte, quando foi conferir, um dos faróis de neblina estava quase que totalmente solto. Por pouco não foi vítima de furto também. E era uma cidade bem tranquila… Parece que em qualquer lugar esses faróis eram cobiçados.

      Resposta
  • 1 de outubro de 2017 em 10:31
    Permalink

    Linda reportagem!
    Eu tenho um passat 81 marrom champagne , o engraçado que tem detalhes do ts mas no doc está Ls .

    Resposta

Deixe uma resposta