Cidadão do mundo: Eslovênia

Eslovênia? Sim amigos, o primeiro post “cidadão do mundo” de 2013 não é dos Estados Unidos, da Alemanha e nem da Holanda, campeões de presença no blog no ano que passou.

O valioso achado foi indicação do amigo Saymon Machado, que entre os cuidados com o pequeno e recém nascido Gabriel, navega pelos mares virtuais e sempre encontra algo que foge do normal sobre Passat.

Um Audi 80 bem original e em boas condições.

510625_683_L510625_694_L

Dados do anúncio:

1978 Audi 80 1.3 1,900 €
Km: 150,000 km , Ano: 1978, Cidade: Slovenj Gradec, Combustível: Gasolina, Carroçaria: Berlina, Cor: Verde, Potência: 44 KW, Transmissão: Manual

510625_635_L

Cidadão do mundo: Alemanha

Um Audi 80 1977 precisando de dono. Apesar da pintura cansada e de alguns desgastes, o sedan parece ter boa quantidade de peças originais e bom alinhamento.

Ah, esses tapetes de piso de coletivo… Pelo visto estão espalhados pelo mundo.

Philadelphia, 1977

Fotografia de 1977 retratando alguns carros estacionados na rua sob neve. Entre alguns Pintos e um popular Maverick, Um Buick Rviera, um Mercedes e um Audi 80.

https://i1.wp.com/images.hemmings.com/wp-content/uploads//2012/10/Philly1977_2000.jpg?resize=583%2C395

A fonte é o incrível blog hemmings. Vale a pena uma boa passada por lá.

AUDI 80 GT 24h Spa-Francorchamps 1975

Seleção de fotos da equipe Audi NSU Angers, com os pilotos Lucien Guitteny/Boucher, A. Beziat/A. Charlier/Jean-Claude Boucher, Johann Abt/Hans-Joachim Nowak/Michael Endress (Audi Racing).

O audi 80 da dupla Lucien Guitteny/Boucher (vermelho) conquistou o 23º lugar, o amarelo, 18º e o Audi do trio Johann Abt/Hans-Joachim Nowak/Michael Endress conquistou o 10º lugar.

Foi o primeiro dos três anos dos Audi 80 em Spa, fazendo frente aos demais carros do grupo 2.

 

75ayp1

75mq0

Fonte:

http://www.racingsportscars.com/etcc/Spa-1975-07-27-photo.html

http://touringcarracing.net/Pages/1975%20Cars.html

 

Rallye Köln Ahrweiler 2011 Audi 80 B1

Talvez poucos tenham percebido, mas todo dia ao meio dia nós publicamos alguma série de postagens que seguem pela semana. Desta vez não será diferente, hoje, quarta e sexta feira teremos Passat Audi 80 B1 nas pistas. Começaremos com algo muito interessante:

Rali de antigos em velocidade. Engana-se quem pensa que o carro era um pacato carro de pai de família nos anos 1970 que foi convertido em carro de corriga para se acabar nas pistas.

Este carro em específico participou de corridas na sua juventude, sendo necessário um rejuvenecimento para votar às pistas.

https://i2.wp.com/www.amc-brohltal.de/wp-content/uploads/2012/07/Rallyr-K%C3%B6ln-Ahrweiler-2011.jpg?resize=570%2C381
Crédito: http://www.amc-brohltal.de/category/rallye/unsere-fahrer-und-beifahrer/

Aqui o Audi 80 na sua origem, nos anos 1970 sob comando da dupla francesa, Alain Jaques e Henuset Coopier participando do famoso Rali de Monte Carlo, em 1976. A dupla iniciou como amadores no grupo 1, que abrangia veículos com até 1600 cm³, obtendo um 27º lugar.

https://i1.wp.com/www.amc-brohltal.de/wp-content/uploads/2012/07/1.jpg?resize=560%2C294
Crédito: http://www.amc-brohltal.de/category/rallye/unsere-fahrer-und-beifahrer/

Crédito pelas fotos e história: http://www.amc-brohltal.de/category/rallye/unsere-fahrer-und-beifahrer/

Audi 80 e Audi A4: história em vídeo

Se no post anterior começamos com uma matéria em que o Audi 80 foi flagrado ainda quando protótipo, vamos acompanhar em vídeo a história do Audi 80 e continuada pelo Audi A4.

Dica do nosso amigo, professor Marcelo dos Anjos.

Aproveitem para treinar o alemão (risos).

Cidadão do mundo: Holanda

Falamos da Holanda ontem e hoje voltamos com um modelo que se encontra à venda.

Um exemplar de Audi 80 GLS 1.6, 1977, já com a frente de faróis retangulares e piscas envolventes, invadindo a lateral do paralama.

Apesar de ser a mesma frente usada no Passat nacional a partir da linha 1979, os parachoques guardam uma idferença, pois os nacionais eram maiores e com polainas de material plástico.

Outra diferença é na interna onde usaram no revestimento dos bancos e nas laterais de porta um veludo, enquanto o nacionais usava material plástico nas laterais de porta e tecido acrílico no revestimento dos bancos.