Os premiados de Águas de Lindóia

O 3º Encontro Brasileiro de Autos Antigos, ou simplesmente “o encontro de Águas de Lindóia” como já ficou mais do que caracterizado pelos visitantes, seja lá que nome receba este evento ao longo dos últimos anos, foi bastante especial para os admiradores do Passat. Foram cerca de 700 veículos participantes e, apesar de diversos exemplares na área de venda de antigos e também nos arredores do evento, apenas dois Passat estiveram na área de exposição, carregando a dura missão de representar a linha que vendeu aproximadamente 640 mil unidades ao longe de seus 14 anos de produção. E a missão foi cumprida com louvor: em um dos eventos mais importantes do Brasil, ambos foram premiados e levaram na bagagem troféus de destaque em suas categorias.

Reinaldo Rodrigues Neto recebendo o prêmio de destaque pelo seu LS 1978. Créditos da foto: portal Maxicar
Reinaldo Rodrigues Neto recebendo o prêmio de destaque pelo seu LS 1978. Créditos da foto: Portal Maxicar

Na categoria “Disco”, que englobava os veículos produzidos entre 1973 e 1981 e premiou 11 carros, o Passat LS 1978 de propriedade de Reinaldo Rodrigues Neto, sócio do Passat Clube Curitiba, levou pra casa um troféu. Já na categoria “Nova República”, que premiou quatro veículos produzidos entre 1982 e 1986, um dos premiados foi o Passat LSE “Iraque” 1986, do Bruno Lara, sócio do Passat Clube – RJ. Os dois carros apresentavam alto índice de originalidade, portando inclusive as placas pretas (item obrigatório na edição deste ano para a participação de carros entre 1980 e 1986), além de estarem impecavelmente conservados. Os troféus foram entregues por ninguém menos do que Wilson Fittipaldi Jr., lendário piloto e um dos maiores nomes do automobilismo brasileiro.

Bruno Lara recebendo o troféu de destaque pelo seu LSE "Iraque" 1986. Créditos da foto: Portal Maxicar.
Bruno Lara recebendo o troféu de destaque pelo seu LSE “Iraque” 1986. Créditos da foto: Portal Maxicar.

A Home-Page do Passat dá os parabéns aos dois proprietários e também aos clubes que eles fazem parte. Os donos de Passat foram muito bem representados em Águas de Lindóia! Aguardem em breve a nossa cobertura do evento.

Passat Clube – RJ – 10 anos

Em março de 2005, durante o famoso evento “Praça de Março” promovido pelo Veteran Car Club do Rio de Janeiro, então na Praça XV (atualmente o evento é realizado no Parque do Flamengo), alguns amigos proprietários de Passat se uniram pra criar um clube dos fãs do modelo em terras fluminenses. Estava fundado, de maneira informal como é até hoje, o Passat Clube – RJ, do qual muito me orgulho de ter feito parte deste grupo inicial. O tempo passou e o próprio clube passou por várias fases, algumas mais ativas e outras com pouca atividade, porém nunca deixando de participar de encontros e de certa forma ajudando a criar nos eventos do estado (e alguns fora do RJ também) a consciência de que o Passat tem o seu lugar de destaque na história automobilística nacional ao lado de outros modelos também importantes.

Em 2015 completamos 10 anos de existência. Nossa primeira comemoração foi no próprio evento do Veteran, onde tudo começou. E a segunda comemoração aconteceu neste final de semana, quando juntamos 10 Passat para fazer um passeio pela serra, rodando pelo sempre agradável trecho da BR-040 que separa a entrada principal de Petrópolis até Itaipava. Antes disso, nos reunimos no Palácio Quitandinha, famoso ponto turístico da cidade. Conseguimos alinhar os carros para algumas fotos, o que acabou chamando a atenção de quem visitava o local. Muitos turistas aproveitaram para fotografar também e alguns deles vieram conversar para saber mais sobre os carros.

A idéia é seguir promovendo outros passeios ou confraternizações durante o ano, pra que não faltem comemorações e motivos pra colocarmos os Passat na estrada. Seguem algumas fotos do nosso passeio…

Subindo a serra...
Subindo a serra…

P1200358

Reunidos ao lado do Palácio Quitandinha
Reunidos ao lado do Palácio Quitandinha

P1200611 P1200472 P1200466 P1200453 P1200440 P1200410 P1200404 P1200398 P1200396

Até debaixo d’água

A idéia do dia era participar de dois eventos na Barra da Tijuca. Pela manhã, o AGMH promoveria a segunda edição do seu encontro do Bosque Marapendi. E às 14:00, o VW Clube – RJ teria o seu evento mensal, onde o Passat Clube – RJ aproveitaria para relembrar os 25 anos do final da produção do Passat no Brasil. Mas a previsão do tempo não era animadora: 59mm de chuva ao longo do dia, de acordo com o Climatempo. Apesar disso, resolvemos manter a programação.

Ponto de encontro em Niterói, ainda sem chuva.
Ponto de encontro em Niterói, ainda sem chuva.

Pela manhã, a dupla que sairia de Niterói se encontrou no local combinado e de lá saiu para o segundo ponto de encontro, para que os Passat chegassem juntos ao evento. Já no caminho a chuva deu o ar da graça e assim foi até a Barra. Chegamos pontualmente às 9:00 no Bosque Marapendi, encontrando outros poucos guerreiros submarinos com seus carros antigos, além dos antigos dos próprios organizadores. Mesmo sob chuva, quem tem carro antigo, tem bom humor. E por este motivo o bate-papo sempre é imperdível. Porém, com a chuva cada vez mais forte e cerca de 10 carros presentes, acertadamente foi decidido que o evento seria transferido para o próximo domingo (e lá estaremos novamente!).

Estacionamento do shopping Via Parque
Estacionamento do shopping Via Parque

O jeito foi fazer hora e almoçar em algum shopping, aguardando o evento da tarde. E por lá, quatro Passat estacionados lado a lado, algo raro (ou quase impossível) de ver atualmente se não for realmente intencional, como foi o caso. Ainda com esperança de que o tempo melhorasse, no horário marcado partimos para o evento mensal do VW Clube – RJ. Mas hoje São Pedro foi implacável: o Rio de Janeiro precisava de um refresco e ele não se negou a ajudar. Novamente poucos carros se arriscaram a sair em um clima realmente ruim e não muito propício a quem tem carro antigo. Depois de pouco mais de 1 hora de mais um ótimo bate-papo, mais uma vez foi (bem) resolvido que o melhor seria abortar também este evento e seguir pra casa antes que o clima ficasse ainda pior.

Durante o evento mensal do VW Clube - RJ
Durante o evento mensal do VW Clube – RJ
Passat LS 1980, do Fábio Bittencourt, voltando pela Linha Amarela.
Passat LS 1980, do Fábio Bittencourt, voltando pela Linha Amarela.
Passat LS Village 1984, do Roberto Vilela, na Linha Vermelha.
Passat LS Village 1984, do Roberto Vilela, na Linha Vermelha.
Passat LSE 1987, do Michael Sgarbi, também na Linha Vermelha.
Passat LSE 1987, do Michael Sgarbi, também na Linha Vermelha.

Mas o dia não foi perdido, pelo contrário… Uma reunião de amigos é sempre algo em que só saímos ganhando. E semana que vem teremos novamente. Esperamos que com sol e ainda mais Passat!

Lá vem a noiva…

Foram pouco mais de 800km (ida e volta) para prestigiar o casamento de um casal de grandes amigos. Apesar da distância que nos separa, desde que conheci o Edison e a Juliane, no Blue Cloud de 2008, em Caxambu, sempre tive por eles grande consideração e amizade, assim como tenho por outros amigos espalhados pelo Brasil, que infelizmente só encontro após grandes intervalos. Quase sempre os encontro em trio: Edison, Juliane e o Passat TS 1977, que foi um dos primeiros publicados aqui na área “Carro do Leitor”. A exceção foi um evento no Rio de Janeiro, quando participaram sem o TS e eu tive a oportunidade de dar uma carona no meu LSE.

Um belo dia, não lembro exatamente quando, a Juliane me disse: “No meu casamento, quero chegar no seu Passat!”. Por razões óbvias, me senti honrado… Tantos Passat impecáveis em São Paulo e eles escolheriam justamente o meu, em Niterói? O tempo passou e o dia chegou… O convite foi refeito e eu nunca poderia negar. Carro lavado e pé na estrada, vencendo os km entre Rio e São Paulo. No meio do caminho, tivemos também a companhia de outro Passat, o LSE 1986 do André Simas.

casamento_placaNa hora da cerimônia, o carro recebeu uma placa dianteira decorativa, com o nome dos noivos e a data do casamento. Noiva devidamente acomodada no banco traseiro, havia enfim chegado a hora da missão mais importante do LSE: levá-la até o noivo. O casamento aconteceu ao ar livre, sobre um belo gramado, onde todos os convidados poderiam ver a entrada da noiva. A entrada do Edison na cerimônia também não seria nada habitual. Ele chegou de Passat, dirigindo seu próprio TS, parou em frente ao longo tapete vermelho rosa (editado: devidamente alertado pela Juliane que o tapete não era vermelho… perdoem a cegueira) que passava convidados e saiu do carro para ir até o altar na companhia da sua mãe. Na hora da entrada da noiva, é bem possível que eu estivesse mais nervoso que a Juliane. Afinal, era muita responsabilidade… O LSE não podia falhar. E como ele nunca me desapontou, tudo correu dentro da mais perfeita ordem. A noiva chegou, sob os olhares de admiração dos convidados (para ela, claro, não para o carro, que era mero coadjuvante), se dirigiu ao altar e eu pude encostar o Passat e acompanhar emocionado o restante da cerimônia. Durante a festa, o TS e o LSE permaneceram ali, sobre o gramado, enquanto os convidados se divertiam no salão. E no dia seguinte, com os noivos tendo ido dormir no mesmo hotel, a garagem amanheceu mais bonita… Publicamos aqui algumas fotos pra ilustrar, mas futuramente receberemos as imagens oficiais, registradas pelos fotógrafos profissionais que acompanharam toda a cerimônia.

Foto: André Simas
Foto: André Simas
Foto: Mariana Menezes "Grigorevski"
Foto: Mariana Menezes “Grigorevski”
Em determinado momento da festa, alguns dos passateiros presentes se reuniram perto dos carros pra falar de... Passat! Foto: Artur Yamamura
Em determinado momento da festa, alguns dos passateiros presentes se reuniram perto dos carros pra falar de… Passat!
Foto: Artur Yamamura
O estacionamento do hotel, na manhã seguinte...
O estacionamento do hotel, na manhã seguinte…

Aos mais novos passateiros casados do Brasil, desejo toda a felicidade do mundo e uma união eterna, e tenho certeza que vocês terão tudo isso. Foi uma honra e um prazer ter participado deste momento e contribuído, mesmo que tenha sido apenas com um pequeno detalhe, com a cerimônia. E caso queiram, desde já deixo a data reservada pra levar o LSE novamente na comemoração das bodas de prata, em 2038…

Dia de manutenção

Final de semana é pra descansar, curtir a família, passear, se divertir… e pra gente também pode ser dia de dar um pouco mais de atenção aos nossos Passat, mesmo que isso não seja exatamente um descanso físico.

E lá vou eu, fazendo uma lenta troca de mangueiras e limpeza do sistema de arrefecimento do LSE… Quase todas as mangueiras serão trocadas, a água estava bem suja e vai dar trabalho, o reservatório também será um novo (e original… por sorte para os Iraque ainda são produzidos), assim como o tubo de água. E vamos lá, torcer pra no final não ter ficado nada que tivesse que ser trocado e não foi. Um pouquinho por dia, pra não roubar todo o tempo livre do final de semana. E assim, a Home-Page do Passat fica um pouco abandonada no final de semana, mas garanto, pelo menos na teoria, mais alguns anos sem preocupações com o sistema de arrefecimento do LSE. Fora isso ainda teve troca de óleo e talvez eu adicione mais algumas coisinhas pra fazer.

E vocês? Também gastaram um tempinho cuidando do Passat?

lse_manutencao

Pra lá de Bagdá (4)

Mais uma foto diretamente do Iraque… A comunicação não é lá a melhor de todas, mas creio que seja o mesmo Passat LSE do último post da série. Até tentaria comparar as placas, mas acho que não consigo entender nem isso (mas ainda quero um par delas).

bagda04

Apaixonados por carros

O video foi publicado em novembro do ano passado, porém só agora tomei conhecimento… Uma série chamada “Apaixonados por carros” produzida pela Trampolim Filmes dedicou um dos seus videos ao Passat LSE 1986 do produtor cinematográfico Lucas Delgado. A história do carro é interessante: encontrado abandonado embaixo de uma árvore pelo tio do Lucas, um mecânico da Mercedes-Benz (reparem nas rodas do Passat), foi comprado do primeiro dono e anos depois vendido ao atual e satisfeito proprietário.

O video é muito bem produzido e com certeza muitos vão se identificar com as histórias que o Lucas conta. Vale a pena ver e rever. E vou procurar os outros videos da série pra assistir, porque pelo visto vale a pena. Tem Mustang, Karmann Ghia, Dodge Charger R/T e até Citroen Traction Avant e DeLorean. É mesmo um prato cheio pra quem é apaixonado por carros.

 

E como encontrar o Lucas para mostrar que aqui, neste pequeno recanto dos passateiros, nós assistimos e gostamos da sua história com o Passat Iraque? Será que ele acessa o blog?

Pra lá de Bagdá… Continuação.

E o meu amigo Marwan Gassan, diretamente do Iraque, me envia mais algumas fotos daquele LSE do último post… Não faço idéia do motivo da sujeira e da limpeza parcial. E só agora reparei que são “fotos de fotos”.

Ao fundo da primeira foto… Outro Passat!

404296_323876140982245_125370695_n 404867_323876594315533_51494285_n

Pra lá de Bagdá…

Enquanto ainda não consegui resolver por completo meus problemas técnicos (mas estamos chegando lá… pelo menos eu espero), vai um pequeno post para que ninguém pense que os leitores do blog foram abandonados…

Meu novo amigo Marwan Gassan, diretamente do Iraque, publicou esta foto hoje em seu perfil do Facebook. Já reparei que por lá os sobre-aros são relativamente fáceis de encontrar. E as fotos dos Passat que circulam não apenas no Iraque, mas em todo Oriente Médio, tem sido mais fáceis de encontrar, ao contrário de alguns anos atrás. Vai que vira outra série do blog? Quem sabe…

bagda01A sujeira? Ah, nada que água e sabão não resolvam. E se alguém aí souber o que diz a legenda da foto, agradecemos o esclarecimento…

A Ilha dos Antigos

E neste domingo foi realizado o I Encontro de Carros Antigos “Esse vale uma foto”, do blog “Registros Automotivos do Cotidiano” (ou, pra facilitar, RAC). O blog, como já citei aqui várias vezes (e não me canso de divulgar trabalhos que sejam bem feitos), registra carros antigos ou interessantes nas ruas do Brasil (e do mundo). Relativamente recente, foi criado no final de 2010 pelo Matheus Marques, que faz a maior parte destes flagras pelas ruas do Rio de Janeiro, e cresceu depressa, ganhou visitantes assíduos, colaboradores e, tenho certeza, amigos.

Variedade: Toyota Paseo originalíssimo, Kombi "rat" e Ferrari 308 GTS.
Variedade: Toyota Paseo originalíssimo, Kombi “rat” e Ferrari 308 GTS.

E depois de pegar gosto pelos eventos de antigos, lá foi o Matheus botar a mão na massa pra fazer um do seu blog, reunindo também os próprios personagens que já passaram por lá. O cenário pra isso não poderia ser outro, senão o charmoso bairro da Ilha do Governador, palco de grande parte dos registros que passam pelo RAC. O tempo nublado fez pensar que poucos carros apareceriam, mas a área reservada para o evento acabou ficando pequena… E a variedade de modelos impressionou: originais, modificados, os “rat” que a cada dia tem um grupo maior, os nem tão antigos mas ainda assim raros, esportivos, fora-de-série, clássicos, luxuosos, simples… Para cada categoria de carro que se pode pensar, havia algum representante. E mesmo em meio a modelos como Ferrari, Porsche e Lincoln Continental, um “modesto” Logus GLi 1994 roubou a cena de quem aprecia os originais. Sendo um modelo já raro de ser ver pelas ruas, ainda mais em bom estado, este legítimo representante da Autolatina parecia 0km e foi rodeado pelos visitantes do encontro quando chegou.

Logus GLi 1994: simplesmente impecável
Logus GLi 1994: simplesmente impecável

Os Passat foram representados por 5 exemplares, sendo dois LSE “Iraque”, dois exemplares da linha 1980 (LS e TS) e um LS 1981 com acessórios dos anos 80, como as rodas Jolly e teto solar da marca Panther, algo que não se vê todos os dias. O amigo Bruno Lara, proprietário do LS 1980, aproveitou a proximidade de casa e trouxe mais dois VW de sua coleção: uma Brasilia 1977 e um Fusca 1500 1973. Tive o prazer de ser escalado para ajudar nesta missão irrecusável… Na ida, trouxe o 1500 e relembrei a sensação de estar ao volante de um simpático (e impecável) Fusca. Na volta, levei a Brasilia e experimentei o carro que sempre tenho na lembrança quando penso no meu avô, que me levava pra passear na sua quando eu era pequeno.

A partir da foto do alto: Passat LS com acessórios dos anos 80; VW "a ar" que tive o prazer de dirigir; Passat LSE 1987: o escolhido pra me levar ao evento
A partir da foto do alto: Passat LS 1981 com acessórios dos anos 80; VWs “a ar” que tive o prazer de dirigir; Passat LSE 1987: o escolhido pra me levar ao evento

Ao final do evento, uma pequena “passateata” (será incorporado ao Aurélio futuramente, podem me cobrar) para o almoço, passeando pela Ilha e fazendo muitos pescoços virarem. Confesso que chegava a ser engraçado e nem sei quantas pessoas viravam impressionadas pra ver os três Passat. Até mesmo senhoras se viraram e cheguei a ouvir de uma “É desfile?”. Em outra ocasião, com o bom humor característico do carioca, o motorista de uma Kombi de lotação pegou o microfone que usa para anunciar o seu trajeto aos possíveis passageiros e perguntou em alto e bom som “É uma convenção de Passat?”. Bom saber que, de certa forma, vamos preservando a história…

rac_passat
Passeio pela Ilha do Governador, seguindo os dois 1980 Marrom Avelã.

Por enquanto, aproveitem estas fotos. A cobertura com todas as fotos será publicada em breve, na área de eventos do site! E deixo aqui registrado meus parabéns ao Matheus e a todos que ajudaram na organização deste I Encontro de Carros Antigos “Esse vale uma foto”. Que venham outros, estaremos presentes!

Fotos: homenagem ao Passat no RJ

Neste domingo o grupo AGMH, em seu tradicional evento mensal, fez um homenagem aos Passat e Gol. Já em ritmo de festas de final de ano e prejudicado pela ameaça de chuva, que acabou não se concretizando, ainda assim contamos com 10 Passat que participaram sem medo da água que poderia vir.

agmhpassat01Foi uma boa variedade de modelos, cores e estilos, que mostrou que os passateiros fluminenses, apesar da desanimada dos últimos tempos (fazendo aqui uma auto-crítica), continuam com potencial pra fazer mais se quiserem.

Fiquem com algumas fotos, enquanto a cobertura não é publicada em nosso site. Porém, mais curiosidades do dia de hoje ainda podem pintar aqui no blog…

agmhpassat02 agmhpassat03 agmhpassat04 agmhpassat05 agmhpassat06 agmhpassat07 agmhpassat08

Passat na rua: LSE Iraque

E já fazia um tempo que não havia um post da seção “Passat na rua”. Voltando do trabalho, avisto um belo Passat vermelho ao longe. E ao me aproximar… não é que o Passat é conhecido?

Acabei encontrando o meu amigo Nauberto e seu LSE Iraque, fazendo bonito em meio ao preto-e-prata do trânsito urbano… Registro feito na hora, claro! Não é todo dia que a gente encontra um Passat bonito pelas ruas…