Faça chuva ou faça sol

Um dos maiores prazeres para o dono de um carro antigo é poder sair com ele. Nem que seja para uma voltinha pelo bairro… Melhor ainda é quando esta voltinha dura algumas centenas de km! Sei que entre os visitantes do site, boa parte é adepta de colocar o Passat na estrada e curtir com a família e amigos pelo menos um dia de diversão a bordo de seus “velhinhos”, que são tratados com extremo carinho, mas não recusam um passeio nem com tempo ruim.

salao01

No último dia 15 a Home-Page do Passat esteve presente em São Paulo,  a convite da Volkswagen do Brasil, para um evento promovido pela montadora no Salão do Automóvel. Foram mais de 200 VW de diversas épocas, modelos e estilos, que agradaram todo o tipo de entusiasta de automóveis e ficaram em exposição em duas áreas do São Paulo Expo. Estes veículos foram selecionados através de convites a sites e clubes especializados na marca, como o Santana Fahrer Club, Quadrados Perfeitos, Fusca Clube ABC, entre outros. A Home-Page do Passat recebeu com muita honra esse convite  e selecionou alguns Passat para participar. A cobertura você já tem aqui mesmo, desde o último dia 17.

Cabe aqui a observação de que a Volkswagen surpreendeu positivamente ao fazer o que poucas montadoras fazem no Brasil: dar valor aos proprietários dos veículos antigos da marca, que não apenas levam com eles uma pequena amostra da história da montadora e dão exemplo da durabilidade de seus produtos quando bem tratados, como também muitas vezes acabam sendo consumidores de seus produtos atuais.

salao02

Entre os participantes convidados pelos sites e clubes responsáveis, estavam não apenas moradores de São Paulo e interior, mas também de outros estados, que enfrentaram o péssimo tempo dos dias anteriores ao evento para estarem presentes, sem desanimar. E o Passat Clube – RJ preparou um vídeo mostrando um pouco de como foi uma destas viagens. Na ida, contando com um LSE 1980, LSE “Iraque” 1986 e Village 1987. E na volta, já com a companhia também de um LS 79/80 de um dos sócios que havia aproveitado o final de semana para viajar mais cedo e curtir o interior do estado, chegando a enfrentar até mesmo uma inesperada chuva de granizo, felizmente sem nenhuma consequência. Confira abaixo:

 

Passat Nigéria hibernando

Passat Nigéria abandonado em um estacionamento do Rio de JaneiroO post de hoje é sobre um modelo que, admito, falta falar um pouco mais aqui na Home-Page do Passat, seja no blog ou site. Há poucos dias o amigo Fábio Bittencourt precisou usar um estacionamento que nunca tinha utilizado no Rio de Janeiro e fez a descoberta. Sob uma grossa camada de poeira, hiberna há anos um autêntico Passat Nigéria, que passamos a chamar desta maneira não-oficial por ter sido produzido com o objetivo de ser exportado para aquele país.

O Passat Nigéria tem características específicas como a cor de interior igual ao dos Passat LSE Iraque, vinho ou cinza, ar-condicionado de série e, diferente da versão produzida para o Iraque, não possuía apoios de cabeça nos bancos traseiros e nem console com instrumentos, além de ter carroceria de duas portas. Por um bom tempo esta versão permaneceu como um mistério, até ser esclarecido há alguns anos. Geralmente o Passat Nigéria era vendido e declarado no manual do proprietário e nota fiscal como “Passat Plus” (sabemos, porem, que o verdadeiro Plus era o 84, com motor 1.8 e detalhes exclusivos de acabamento) ou “Passat Especial” (e não Special, como a versão básica). No lado direito da tampa da mala vinha apenas o emblema “Passat”, sem qualquer outra denominação ou sigla.

Passat Nigéria abandonado em um estacionamento do Rio de JaneiroVoltando ao carro das fotos, o que foi apurado no próprio estacionamento é que o carro pertence a uma senhora, que há muitos anos paga religiosamente a mensalidade do estacionamento e não tem a menor intenção de vender o carro, pois teria pertencido ao seu pai. O Passat aparenta ainda estar bem alinhado e conservado, além de ter boa parte de suas características originais, exceto por detalhes, como a roda traseira da linha Gol mais moderna que aparece nas fotos e a inversão de lados dos emblemas traseiros. Não foi possível fotografar com clareza o interior do carro com o celular, mas é vinho e bate com as características dos Passat Nigéria. Numa consulta ao site do Detran-RJ, foi possível confirmar que a última atualização de documento do carro foi realizada em 1996, provavelmente na época da troca das placas amarelas para cinza. Outra curiosidade é que esse carro já era conhecido na região, pois permaneceu por muito tempo estacionado em uma rua sem saída, bem próximo a este estacionamento. Isso faz cerca de 10 anos e depois o carro havia saído de lá e não havia mais notícias. Mesmo parado, pelo menos agora sabemos que o seu destino não foi nenhum pátio da prefeitura e assim este Passat tem alguma chance de um dia ser colocado novamente em circulação.

E como fazemos em posts deste tipo, e até mesmo pela convicção da proprietária em não vender o carro, não vamos divulgar a sua localização. Assim evitamos inconvenientes tanto para a proprietária quanto para a administração do estacionamento.

Formalização do Passat Clube – RJ

Alguns dos exemplares do Passat Clube - RJ presentes no domingo
Alguns dos exemplares do Passat Clube – RJ presentes no domingo

No último domingo, dia 21 de junho, quando o Passat comemorava 41 anos de lançamento no Brasil, o Passat Clube – RJ dava prosseguimento as comemorações pelos seus 10 anos e promovia sua assembléia de fundação formal. Durante o 14º Encontro de Veículos Nacionais Antigos, realizado pelo AGMH, os associados presentes se reuniram no ônibus Caio Amélia 87/88, que foi da frota da Marinha até 2004 e hoje pertence ao sócio André Simas. O ônibus foi devidamente preparado para a ocasião, com um pequeno escritório para digitação e impressão dos documentos necessários, além do letreiro com o nome do clube.

Passat LSE 1980 e a "sede móvel", Caio Amélia 87/88, onde a reunião foi realizada
Passat LSE 1980 e a “sede móvel”, Caio Amélia 87/88, onde a reunião foi realizada

Durante a reunião, o estatuto do Passat Clube – RJ foi aprovado e a diretoria eleita, além da discussão sobre assuntos gerais pertinentes ao início das atividades formais do clube. Os trâmites legais para a conclusão do registro junto ao cartório responsável, além da Receita Federal, já começaram. Não temos por enquanto conhecimento de outro clube de Passat que tenha sido registrado como pessoa jurídica e se for este realmente o pioneiro, esperamos que isso acabe incentivando outros clubes a fazerem o mesmo e se fortalecerem no cenário do antigomobilismo brasileiro.

A diretoria, com gestão até o dia 20 de junho de 2017, ficou assim composta:

  • Diretor Presidente: André Grigorevski
  • Diretor Social: Mario Silva
  • Diretor Financeiro: André Simas
  • Presidente do Conselho Fiscal: José Carlos Miranda
  • 1º Conselheiro: Fábio Bittencourt
  • 2º Conselheiro: Bruno Lara
  • Suplentes do Conselho Fiscal: Michael Sgarbi, Ian Felipe Barros e Fábio Girão

Veneno AntiMonotonia

cassia02Já se passaram quase 14 anos, desde aquele finalzinho de 2001, quando Cássia Eller nos deixou, em um episódio polêmico, assim como foi a sua vida, e que não nos cabe relembrar aqui. O fato é que poucos artistas fazem tanta falta no cenário brasileiro quanto ela ainda faz.

E foi uma grata surpresa quando hoje no grupo do Clube do Passat do Facebook, foi publicado o link de um vídeo do programa Video Show, que relembrou uma matéria sobre a cantora e seu filho pequeno Chicão. Na matéria, gravada em 1994, Cássia Eller vai a um quiosque da praia com seu filho, em um programa bem família, a bordo de um Passat preto. Com alguns acessório de época, ficou um pouco difícil reconhecer a versão do carro, possívelmente 1983 ou 1984, se não tiver sofrido nenhuma modernização. Existe até a chance de ser um raro Sport. Quem sabe…

cassia01Fiquem com o link para a matéria, matem um pouco das saudades dessa grande artista brasileira e confiram o Passat.

Cine Rex

cinerexPor algum motivo desconhecido, fotos antigas na frente de cinemas costumam apresentar um Passat. É o caso da imagem deste post. Não tenho informações sobre onde a foto foi tirada e nem a época, mas pesquisando um pouco descobri um Cine Rex na Cinelândia, Rio de Janeiro, e que existe até hoje. O Cine Rex carioca funcionou como um cinema comum, porém com o tempo e provavelmente afetado pela crise que afetou os cinemas de rua após a proliferação das salas de exibição nos cômodos shoppings, passou a exibir filmes eróticos, o que acontece até hoje. A maioria das antigas salas de rua se transformou em cines eróticos ou, ironicamente, em igrejas. Será o mesmo da foto?

Sobre a época, o filme “Um trapalhão mandando brasa” (“Hardly Working”, em seu título original), uma comédia protagonizada pelo impagável Jerry Lewis, é de 1981, o que nos faz ter pelo menos uma idéia de quando a foto foi feita.

Editando: o Fernando Vieira, através de nossa página no Facebook, esclareceu o mistério! É mesmo o Cine Rex, hoje decadente, da Cinelândia. A imagem é do dia 12 de março de 1981 e o fotógrafo foi o Frederico Secco, da Agência O Globo).

14º Encontro Anual do VW Clube – RJ

No dia 03 de novembro, o VW Clube – RJ realizou o seu 14º Encontro Anual, no Shopping Station Mall, na Barra da Tijuca. O tempo ajudou e o Rio de Janeiro teve um dia de céu azul, apesar do calor escaldante, o que incentivou todo mundo a botar os velhinhos da rua para participar do evento.

O Passat Clube – RJ esteve presente, como não poderia deixar de ser. Mesmo antes da formação do clube, que se deu em 2005, já participávamos dos eventos mensais e também do anual, quando eram realizados na Tijuca, Zona Norte da cidade. Participamos com 5 carros, sendo 3 deles modelos LSE “Iraque”, além de dois impecáveis modelos LS. O número total de participantes superou as expectativas e a área do evento não chegou a ficar pequena, pois ninguém ficou de fora, mas mostrou a força e a simpatia do VW Clube – RJ em atrair tantos proprietários de carros antigos, mesmo aqueles que não possuem um VW na garagem.

vwclube2014_01 vwclube2014_02vwclube2014_05Além da grande variedade de modelos antigos presentes, algumas cenas curiosas e não muito comuns na cidade chamaram a atenção dos participantes, como a presença de dois jacarés no lago localizado atrás do shopping, onde parte dos carros estava em exposição.

Visão de parte do evento: sucesso de participantes!
Visão de parte do evento: sucesso de participantes!
Bagdá Clube?
Bagdá Clube?
Cenas raras na cidade do Rio de Janeiro...
Cenas raras na cidade do Rio de Janeiro…
Placa de homenagem recebida pela participação do Passat Clube - RJ e prêmio de destaque concedido ao LSE 1987 do sócio Michael Sgarbi.
Placa de homenagem recebida pela participação do Passat Clube – RJ e prêmio de destaque concedido ao LSE 1987 do sócio Michael Sgarbi.
Membros do Passat Clube - RJ marcando presença no evento.
Membros do Passat Clube – RJ marcando presença no evento.

No final do evento, todos os clubes participantes receberam uma placa de homenagem e agradecimento. E entre os destaques do dia, o LSE 1987 do amigo Michael Sgarbi foi um dos premiados! Em breve teremos uma seleção de fotos da área de eventos da Home-Page do Passat. E no próximo evento do VW Clube – RJ, estaremos lá, lembrando os 25 anos do fim da produção do Passat no Brasil.

Escolta de luxo

Longe de ser auto-promoção, mas achei demais essa foto. Talvez porque raramente eu consiga ver alguma foto dos meus carros em movimento (mesmo que seja assim, quase parando pra subir na calçada). Foi o Matheus Marques que fez o registro (e eu nem avisei que ia publicar aqui no blog… belo amigo, sou eu) enquanto eu chegava no encontro da Praça XV, no Rio de Janeiro, neste último domingo. E ainda fiz os últimos metros do trajeto escoltado pelo belíssimo e impecável Dodge Dart De Luxe 1972.

Aliás, a cobertura deste evento já está no site. São pouco mais de 50 fotos pra você conferir.

entrandopracaxv

Encontro mensal do Museu

Prezados amigos que acompanham o nosso blog, antes de mais nada devo desculpas pela ausência de atualizações desde o carnaval. O hiato deste blog vem sendo causado por problemas no meu computador, que ainda não foram solucionados (o componente defeituoso está tão complicado de encontrar que parece até com as minhas buscas por peças de Passat) e por enquanto vem me impedindo de acessar meus arquivos, fotos, o software responsável por atualizar o site, etc. Espero resolver tudo nos próximos dias e retomar as atualizações normais.

Enquanto isso, vida que segue com os nossos Passat e no último domingo foi dia do encontro mensal do Museu Conde de Linhares, no Rio de Janeiro. Foi dia também de finalmente testar (e aprovar) o carburador novo que instalei no meu 4M em um trajeto de aproximadamente 60km.

agmh0213_01Mesmo ocorrendo no final de semana seguinte ao carnaval, quando muitos ainda estavam viajando, o número de carros participantes surpreendeu. O escaldante calor carioca também não pareceu problema para os donos dos clássicos, que levaram os “velhinhos” (os carros, que fique bem explicado) para o passeio dominical. Os Passat compareceram em diferentes versões… Dos familiares LS e LSE, passando pelo 4M até chegar aos esportivos TS e GTS Pointer. O exemplar que chamou a atenção foi um inacreditável LS 1980 Verde Pampa, com pouco menos de 44.000km rodados e extremamente original, ainda com plástico no banco traseiro.

agmh0213_02 agmh0213_03Além dos Passat, ainda tivemos a presença de grandes clássicos como Cadillac e Dodge Kingsway, além de esportivos nacionais como Gol GT e SP-2. Até um impecável Monza Classic SE 1993 esteve presente, mostrando que aos poucos os carros dos anos 90 começam a participar dos eventos de antigos. Aguardem alguns dias, que as fotos serão publicadas em nossa área de eventos!

A Ilha dos Antigos

E neste domingo foi realizado o I Encontro de Carros Antigos “Esse vale uma foto”, do blog “Registros Automotivos do Cotidiano” (ou, pra facilitar, RAC). O blog, como já citei aqui várias vezes (e não me canso de divulgar trabalhos que sejam bem feitos), registra carros antigos ou interessantes nas ruas do Brasil (e do mundo). Relativamente recente, foi criado no final de 2010 pelo Matheus Marques, que faz a maior parte destes flagras pelas ruas do Rio de Janeiro, e cresceu depressa, ganhou visitantes assíduos, colaboradores e, tenho certeza, amigos.

Variedade: Toyota Paseo originalíssimo, Kombi "rat" e Ferrari 308 GTS.
Variedade: Toyota Paseo originalíssimo, Kombi “rat” e Ferrari 308 GTS.

E depois de pegar gosto pelos eventos de antigos, lá foi o Matheus botar a mão na massa pra fazer um do seu blog, reunindo também os próprios personagens que já passaram por lá. O cenário pra isso não poderia ser outro, senão o charmoso bairro da Ilha do Governador, palco de grande parte dos registros que passam pelo RAC. O tempo nublado fez pensar que poucos carros apareceriam, mas a área reservada para o evento acabou ficando pequena… E a variedade de modelos impressionou: originais, modificados, os “rat” que a cada dia tem um grupo maior, os nem tão antigos mas ainda assim raros, esportivos, fora-de-série, clássicos, luxuosos, simples… Para cada categoria de carro que se pode pensar, havia algum representante. E mesmo em meio a modelos como Ferrari, Porsche e Lincoln Continental, um “modesto” Logus GLi 1994 roubou a cena de quem aprecia os originais. Sendo um modelo já raro de ser ver pelas ruas, ainda mais em bom estado, este legítimo representante da Autolatina parecia 0km e foi rodeado pelos visitantes do encontro quando chegou.

Logus GLi 1994: simplesmente impecável
Logus GLi 1994: simplesmente impecável

Os Passat foram representados por 5 exemplares, sendo dois LSE “Iraque”, dois exemplares da linha 1980 (LS e TS) e um LS 1981 com acessórios dos anos 80, como as rodas Jolly e teto solar da marca Panther, algo que não se vê todos os dias. O amigo Bruno Lara, proprietário do LS 1980, aproveitou a proximidade de casa e trouxe mais dois VW de sua coleção: uma Brasilia 1977 e um Fusca 1500 1973. Tive o prazer de ser escalado para ajudar nesta missão irrecusável… Na ida, trouxe o 1500 e relembrei a sensação de estar ao volante de um simpático (e impecável) Fusca. Na volta, levei a Brasilia e experimentei o carro que sempre tenho na lembrança quando penso no meu avô, que me levava pra passear na sua quando eu era pequeno.

A partir da foto do alto: Passat LS com acessórios dos anos 80; VW "a ar" que tive o prazer de dirigir; Passat LSE 1987: o escolhido pra me levar ao evento
A partir da foto do alto: Passat LS 1981 com acessórios dos anos 80; VWs “a ar” que tive o prazer de dirigir; Passat LSE 1987: o escolhido pra me levar ao evento

Ao final do evento, uma pequena “passateata” (será incorporado ao Aurélio futuramente, podem me cobrar) para o almoço, passeando pela Ilha e fazendo muitos pescoços virarem. Confesso que chegava a ser engraçado e nem sei quantas pessoas viravam impressionadas pra ver os três Passat. Até mesmo senhoras se viraram e cheguei a ouvir de uma “É desfile?”. Em outra ocasião, com o bom humor característico do carioca, o motorista de uma Kombi de lotação pegou o microfone que usa para anunciar o seu trajeto aos possíveis passageiros e perguntou em alto e bom som “É uma convenção de Passat?”. Bom saber que, de certa forma, vamos preservando a história…

rac_passat
Passeio pela Ilha do Governador, seguindo os dois 1980 Marrom Avelã.

Por enquanto, aproveitem estas fotos. A cobertura com todas as fotos será publicada em breve, na área de eventos do site! E deixo aqui registrado meus parabéns ao Matheus e a todos que ajudaram na organização deste I Encontro de Carros Antigos “Esse vale uma foto”. Que venham outros, estaremos presentes!

I Encontro “Esse vale uma foto”

O blog Registros Automotivos do Cotidiano realizará seu primeiro encontro de carros antigos. E, sendo um blog carioca e do bairro da Ilha do Governador (um lugar que acabei conhecendo como um grande celeiro de carros interessantes, antigos e novos), nada mais apropriado do que realizar o evento no mesmo bairro.

Os Passat estão convidados, é claro! E repasso aqui o convite para que todos compareçam e prestigiem. O encontro será no dia 27 de janeiro e acontecerá a partir das 9:00 no estacionamento do supermercado Assaí, bem fácil de chegar. A entrada é franca, mas pede-se a doação de 1kg de alimento não-perecível.

O endereço do Assaí, para quem não conhece, é Avenida Maestro Paulo e Silva, número 100 e é quase vizinho ao Ilha Plaza Shopping. Mas a entrada também pode ser feita pela Estrada do Galeão, logo após o retorno. Pra ver no Google Maps, basta clicar aqui.

Haverá algum bom encontro de antigos ou exclusivos de Passat na sua cidade? Avise-nos e será devidamente publicado!

essevaleumafoto01-13

Cinema 1

Já perceberam uma atração sobrenatural entre os Passat e os cinemas? Não é o primeiro que pinta por aqui… Dessa vez, a foto (de 1990) é do Cinema 1, que ficava em Copacabana, no Rio de Janeiro. No cantinho, um Passat 79-82. Possivelmente um LS, pela presença do friso (apesar de muitos proprietários instalarem este friso em outras versões).

Em exibição, o filme “Cinema Paradiso”, que conquistou o Oscar de melhor filme estrangeiro no mesmo ano.

E a foto é contribuição do amigo Matheus Marques, o rei dos flagras automotivos.

PassatCinemaParadiso

Fotos: homenagem ao Passat no RJ

Neste domingo o grupo AGMH, em seu tradicional evento mensal, fez um homenagem aos Passat e Gol. Já em ritmo de festas de final de ano e prejudicado pela ameaça de chuva, que acabou não se concretizando, ainda assim contamos com 10 Passat que participaram sem medo da água que poderia vir.

agmhpassat01Foi uma boa variedade de modelos, cores e estilos, que mostrou que os passateiros fluminenses, apesar da desanimada dos últimos tempos (fazendo aqui uma auto-crítica), continuam com potencial pra fazer mais se quiserem.

Fiquem com algumas fotos, enquanto a cobertura não é publicada em nosso site. Porém, mais curiosidades do dia de hoje ainda podem pintar aqui no blog…

agmhpassat02 agmhpassat03 agmhpassat04 agmhpassat05 agmhpassat06 agmhpassat07 agmhpassat08

Ipanema, anos 70

Mais uma bela foto que o amigo Matheus Marques, caçador de relíquias, me indica… A praia de Ipanema, Rio de Janeiro, com um colorido então tradicional no trânsito. Pelos carros (Variant II, Fiat 147, Passat anteriores a 1979), tudo indica que a foto foi tirada no final dos anos 70. Em uma das esquinas, com a placa indicando o nome das ruas, uma propaganda do clássico Guaraná Taí (acho que eu era um dos poucos que gostava desse guaraná).

E estacionado ali no canteiro central, seria um raro Surf 1978? E, mais raro ainda, vermelho?

A imagem foi publicada na página do Facebook do Praia Ipanema Hotel.

Del Castilho, 1989

Uma foto do bairro de Del Castilho, no Rio de Janeiro, durante o ano de 1989. A foto foi originalmente publicada pelo perfil Cascadura – Caminhos do Subúrbio e indicada pelo amigo Matheus Marques, do blog Registros Automotivos do Cotidiano. O Matheus, por sinal, está organizando o primeiro encontro de carros antigos do seu blog, que futuramente será divulgado aqui, com os passateiros sendo convocados.

A avenida da foto é a antiga Suburbana (eu ainda falo assim), hoje Dom Hélder Câmara. Repararam o que tem ali no meio?