Restauração Passat GTS Pointer 1986 #96

Recentemente Agnaldo Silva, autor de novelas, disse que as pessoas não se interessam mais pelos folhetins, pois a internet e as redes sociais (tal termo causa arrepios no editor André, então segue orkut, twitter, facebook, etc) tem atraído mais a atenção dos antigos espectadores de novelas. Assiste-lhe razão, pois as pessoas descobrem na realidade uma atração mais completa que a representada na ficção.

A restauração conduzida pelo Guilherme Deitos, conhecido como Fuscão, apresenta muitos elementos que atraem a atenção e causam expectativa dos leitores do fórum. Todo dia o Fuscão nos traz algo novo e num nível de restauração que não se vê sempre.

Mas esse material está disponível apenas para quem acessa nosso fórum, desde o final de 2012 não há novidades do projeto aqui no blog. O motivo é simples, procuramos apenas abrir uma janela aqui no blog para que todos pudessem ver os trabalhos dele e que despertasse o interesse do leitor, para daí acessar o fórum.

Estávamos sempre muitos passos atrás dos andamentos dos trabalhos dele, até este momento, em que a demanda por informações passou a ser tanta que ensejou a produção de um vídeo, editado pelo próprio Guilherme:

Aos poucos voltaremos a alimentar o blog com as fases seguintes do projeto, que já encontra-se numa brilhante e dedicada montagem. Ainda há muito trabalho e suor pela frente, tudo obra do Fuscão e sua equipe.

Quer saber como está o projeto e até onde nosso amigo Fuscão chegou? Acesse e participe do nosso fórum!

Vídeo 60 anos VW do Brasil

Este ano a Volkswagen do Brasil comemora 60 anos de produção de automóveis no Brasil. cuja atividade iniciou-se por montagem de veículos em CKD. Seu carro mais conhecido, o VW Sedan, teve início de produção em 1960, pois os modelos montados em 1959 ainda tinham grande parte dos componentes importados.

E embora a Kombi tenha iniciado a produção nacional, ainda há muitos brasileiros que acreditam no pioneirismo do besouro. Com o passar dos anos os carros foram ganhando conteúdo nacional e a fábrica de São Bernardo do Campo-SP tornava-se uma cidade, uma cidade muito bem equipada e com tecnologia para fornecer a quantidade de automóveis que a levou a garantir a liderança no mercado.

Em 1969 a família VW crescia, com a chegada do VW 1600 e da VW Variant. Era a resposta ao projeto Willys/Renault/Ford, que era moderno, confortável e confiável. Em 1970 mudanças no VW Sedan, lançamento do VW TL e VW Karmann Ghia TC. Em 1971, um feliz facelift na Variant e TL, como modelo 1972.

Em 1972 a VW inovou ao oferecer o SP2 (assim como o SP1), mantendo dois esportivos na linha enquanto o antigo Karmann Ghia se despedia do mercado.

1973 era o ano de contra atacar a promessa da GM: Chevrolet Chevette. Assim o VW Brasilia era lançado, um carro na medida para a família brasileira que se apertava no VW Sedan. Ainda nesse ano e com fôlego nos lançamentos baseados na mecânica arrefecia a ar, a VW do Brasil já planejava o lançamento do VW Passat, um carro que mudava completamente o perfil da empresa, até então conhecida pelos carros de projeto atrasado.

Eis que chega 1974, um ano após o lançamento do VW Passat na Europa, o mesmo carro chegava aqui. Pequenas alterações para o modelo original, como ausência de VWautodiagnose, lanternas traseiras com setas na cor vermelha por conta da obrigatoriedade da legislação brasileira para aquele ano e a ausência de alguns acabamentos e opções de versões.

Tudo o que foi descrito acima passa por apenas 20 segundos, no comercial de 1 minuto que a empresa veiculou na televisão e por meio virtual em comemoração aos 60 anos de Brasil.

Para quem gosta de Passat e sabe da importância do modelo, o reconhecimento deixou um sorriso em cada canto do país, de pessoas que se dedicam a manter viva a lembrança de um carro que ajudou a basear toda uma linha de produtos da empresa de 1970 a 1990.

No vídeo o locutor ressalta a inovação nos anos 1970, trazida pela oferta do VW Passat no mercado nacional. A VW tem vivido um momento saudosista, revivendo os anos 1970. Aconteceu com o lançamento do Fusca 2013 e acontece agora, na comemoração dos 60 anos de atividade no país.

Para quem ficou curioso para saber mais sobre o Passat usado nas filmagens, podemos descrevê-lo, cena a cena:

vw 60 anos p1

A interna está bem original. Volante, painel, laterais de porta e trincos do quebravento. Há dois itens que fogem, como as travas do quebravento paralelas e o rádio não original para o ano. O padrão do banco gera dúvidas sobre o ano do carro, pois é de 1975 sem encosto de cabeça.

vw 60 anos p2

Pela foto da parte externa, as calotas em inox e o friso lateral denunciam que não são originais.

vw 60 anos p4

Pelo cabelo, bigode e óculos do cidadão, não tem como contestar que representa os anos 1970.

vw 60 anos p3A foto mais reveladora, para quem quer descobrir o ano do carro. Reparem na ausência das saídas de ar viciado na coluna “C”. Outro ponto que evidencia ser um 1976 é a carroceria de 3 portas, com tampa traseira grande. Reparem que no final da calha não há o vão da tampa traseira pequena. Nesta imagem as rodas de VW Gol (4,5 pol, assim como as originais do Passat, mas com desenho diferente) e calotas inox ficam mais evidentes.

vw 60 anos p5Infelizmente surgiu uma traseira xadrez na cena. Mas quem realmente é fã de Passat, reparou nos detalhes do carro, com belas lanternas originais da marca Cibié e o emblema PASSAT LS.

São pequenos detalhes que em nada tiram o brilho do carro, muito pelo contrário. Como dissemos, é uma alegria ver esse reconhecimento a um projeto que revolucionou a própria empresa que o fabricou.

É a hora também de homenagear quem ajudou a projetá-lo e a produzí-lo por aqui, assim como os consumidores que apostaram na ideia.  Sem essas pessoas nós não teríamos esses carros para admirar.

Parabéns às pessoas que contribuiram para a VW do Brasil completar 60 anos de Brasil, bem como àqueles que mantém viva a lembrança dos carros do passado.

Recuperação de filmes históricos de Jean Manzón

Texto e dica do eclético Mário César Buzian, que anda de V8, mas conhece e gosta muito de Passat:

“Uma das melhores inciativas da indústria foi a recuperação de filmes históricos de Jean Manzón, cineasta francês que se especializou em produzir documentários e filmes de curta-metragem desde os anos 30, que eram exibidos normalmente antes dos filmes comerciais nos cinemas brasileiros.
Dentre as grandes contribuições de Manzón, um dos maiores destaques foi a sem duvida a indústria automobilística e seus assuntos relacionados.
A Dana, vendo o potencial do nosso mercado antigomobilista, decidiu bancar a restauração de filmes importantíssimos da primeira fase das nossas fábricas, e o resultado final foi a criação de 3 DVD´s com esse riquíssimo material, enviado a museus, escolas técnicas e alguns profissionais relacionados à área automotiva.
Para quem não tem esses filmes, é possível conhecê-los um a um no site da empresa, a partir desse lnk:

http://www.dana.com.br/historia/topico_videos.swf

Vale MUITO a pena conhecer, é uma viagem no tempo do pioneirismo brazuca…”

Desta vez o post não tem relação direta com o Passat, pois os filmes são anteriores à sua produção. Aproveite a oportunidade para conhecer mais sobre a história da nossa indústria.

Technorama Hildesheim 2012 im Passat GLS B1 32 1977

Desta vez vamos passear de Passat GLS 1977 seguindo outro exemplar de cor laranja, até o local para exposição.

Novamente o vai e vem dos carros antigos chama a atenção pela qualidade e diversidade.

 

Rund um Rotenburg 2012 Oldtimer-Rallye Zeitkontrolle Passat B1 #1

Encontros estáticos são ótimos, mas num tanto limitados. Parece apenas um estacionamento.

Talvez o mais interessante de um encontro é colocar o carro para andar, por conta disso que nas coberturas de eventosas fotos mais interessantes são dos veículos durante o trajeto de ida ou volta do evento.

Mas este evento é diferente! Trata-se de colocar o carro para andar durante o encontro. Em crescimento do Brasil, os rallys de regularidade tem tido a presença de alguns Passat. Afinal, é para isso que o carro foi feito.

Audi 80 e Audi A4: história em vídeo

Se no post anterior começamos com uma matéria em que o Audi 80 foi flagrado ainda quando protótipo, vamos acompanhar em vídeo a história do Audi 80 e continuada pelo Audi A4.

Dica do nosso amigo, professor Marcelo dos Anjos.

Aproveitem para treinar o alemão (risos).

Oldtimertreffen Tostedt 2012 – Anfahrt im Passat GLS B1 1977

Final de semana, momento propício para participar de algum encontro de antigos. Proponho aos nossos leitores quenos acompanhem a bordo de um Passat GLS 1977, pelas ruas da Alemanha até a chegada no local do evento.

A organização do evento e o nível dos carros dispensa qualquer comentário deste blog, mas as cenas dos carros antigos andando pelo local do encontro remetem a uma época que não volta mais.

Clube do Passat MG: Encontro de setembro #6

Acabou?

Não, vamos ao vídeo on board do encontro de setembro 2012 do Clube do Passat – MG, postado pelo Leonardo Ferreira.

Crédito e agradecimento aos amigos do clube, por nos trazer as imagens e os vídeos.

Fotos de lançamento do Passat nacional, 1974

Lançado no mês de junho de 1974, o Passat foi sem dúvida uma revolução na VW e no mercado de carros médios. Além das inovações, trazia uma quebra de paradigma na própria empresa, um grito de independência do motor arrefecido a ar.

Curiosa a opção da revista Quatro Rodas na edição de julho de 1974, ao colocar dois exemplares de Passat, um LS e outro L, nas cores verde e amarelo.

user posted image
Crédito: acervo digital Quatro Rodas, Saymon Machado
user posted image
Crédito: acervo digital Quatro Rodas, Saymon Machado

O foco da VW era atacar o Ford Corcel, modelo que era o queridinho da classe média e que contava com mecânica confiável. Nem bem o Passat chegou e a Ford respondia com a linha 1975 antes da metade do ano de 1974, dividindo a capa da revista.

Concorrentes diretos, os dois modelos dividiam o coração do pai de família, bem como as mulheres que buscavam um carro prático e os jovens que sonhavam com um Corcel GT e mudaram de ideia após a apresentação da versão TS, logo no início de 1976.

O trunfo da Ford sempre foi a Belina, que acabava concorrendo com a ultrapassada Variant, sendo que o Passat passou a oferecer a versão de 3 portas em 1976.

Aos poucos a VW foi adaptando o Passat ao gosto brasileiro e o brasileiro foi se acostumando com a nova proposta do modelo prerante seus pares made in Brazil.

Crédito: Marcelo Nadólskis
Crédito: Marcelo Nadólskis
Crédito: Marcelo Nadólskis
Crédito: Marcelo Nadólskis
Crédito: Marcelo Nadólskis

Para finalizar, ao ver esse vídeo vem à mente o relato do amigo Sérgio Girão, quando viu pela primeira vez essa propaganda passando na televisão. No meio da sala, entre os familiares, soltou um sonoro “Que PUT* carro!!!!” Não demorou muito e veio o corretivo paterno.