Home / Passat do Leitor / O dia em que tunaram meu Passat

O dia em que tunaram meu Passat

Dias atrás navegava pelo fórum da Home Page do Passat e usando a ferramenta de pesquisa com a palavra tuning, veio um tópico com este título. Não se tratava de um carro com rodas com aro de bicicleta, nem de caixas de som para todo canto, fibra de vidro e luzes neon. Nada disso.

A história era bem conhecida por muitos, protagonizada por um amigo de longa data do fórum, Ingo Hermes Dittmar, que detém muito conhecimento de automóveis e sempre nos surpreende com alguma supresa da história, como uma bicicleta com faróis a carbureto ou uma coleção de placas de automóveis do Paraná, com as raras e esquecidas plaquetas.

Não obstante, é sempre observador nos detalhes e ajudou muitos anos nas restaurações do fórum, com dicas e orientações valiosas.

Ingo Dittmar nos conta o evento que modificou sua vida para sempre e seu Passat por um dia:

“Era chegado o grande dia do meu casamento, e assim como eu deveria me preparar, tinha que preparar também o Passat. Afinal, quando comecei a namorar minha agora esposa, faziam 4 dias que havia comprado meu Passat LS 79, 3 portas, Bege Ipanema. E desde então até aí se foram 9 anos de um triângulo amoroso.

Eu sabia que meus convidados não deixariam o Passat de fora da festa. Portanto, durante a tarde que precedeu a cerimônia, ele recebeu um belo banho, com direito à cera. Era uma tarde ensolarada e quente de Junho, mesmo sendo inverno. Para evitar qualquer vermelhidão no rosto, apliquei uma generosa camada de protetor solar, muito mal espalhada. Nem parecia que dalí há algumas horas seria meu casamento.

Dirigi o Passat até a igreja, mas de lá até o restaurante fomos num Ford Thunderbird 1958, e um dos meus padrinhos levou o Passat. Claro, deixei a ovelha para o lobo cuidar. Durante a festa, meu primo foi entregando para minha esposa os diversos tocos de batom utilizados na “decoração”.

Ao final, só restava pegar o Passat e ir pro hotel. Não sem antes encontrar todas as bolinhas de naftalina espalhadas pelo interior, colocadas graças a ajuda do padrinho que estava com as chaves. Chegando no hotel, o manobrista foi abrir a porta para minha esposa, e com tamanha prestatividade não deu tempo de avisar “-…tome cuidado com o batom na maçane……ta!!” Tarde demais, o coitado lambrecou a mão com batom hehehehe.

Pedi para providenciarem uma lavagem completa, mesmo assim ficaram manchas. Felizmente, na lua de mel, encontramos um lava-car, no qual o dono também tinha Passat, aí ficamos mais tranquilos em deixar o LS para um banho e uma boa encerada, removendo os últimos resquícios do que chamei de “O dia em que tunaram meu Passat”. E até hoje, depois de mais de 15 anos, esse relacionamento continua saudável!”

Sobre Artur.Y

Confira também

Passat Pick-up

Passat Pick-up 1976

As fotos a seguir foram enviadas pelo leitor Marcos Reis, após a publicação do post ...

13 comentários

  1. Padrinho #@&_¨8-§ª……..isso não se faz poxa….hehehehhh
    Muito legal a história.

  2. Por isso que eu digo que o grande barato de um carro é poder contar através dele as histórias das pessoas. E essa em especial, muito lega! 🙂

    • Obrigado, Cláudio! Na verdade a história desse Passat na família começou muitos anos antes! Minha irmã comprou do primeiro dono em 86 e vendeu em 95 justamente para meu amigo, que foi o padrinho “da naftalina” do episódio acima. Em 97 comprei dele e está conosco até hoje!!!

  3. Tunning muito bem feito, rsrsrs… E, melhor ainda, reversível! 🙂

    Do meu Fiesta 2004 na época, infelizmente não sobraram imagens pra testemunhar o “estrago”… 🙁

  4. Artur,
    Muito obrigado pela oportunidade de compartilhar esse dia especial da minha vida!!

    Grande abraço!!

  5. Imagino a cara do Ingo na hora que viu o Passat. Sera que não pensou em limpar o carro na mesma hora?
    Muito boa a história.
    Abraços.

    • Fala Renato!!!

      Sinceramente eu tava curtindo a idéia de ter o Passat devidamente enfeitado e “participando” da festa!!
      Como disse o Marcelo: era um tunning reversível e além do mais, não estragaram nada no carro.

      Forte abraço!

Deixe uma resposta