Home / Acessórios / O prazer de dirigir sem platinado

O prazer de dirigir sem platinado

O anúncio abaixo foi publicado no dia 05 de junho de 1979, no Jornal do Brasil. O objetivo era mostrar as vantagens de aposentar o platinado, tão comum a maioria dos modelos naquela época, para usar uma moderna ignição eletrônica da Motorola.

"O prazer de dirigir sem platinado", anúncio de junho de 1979.

Conheço um LS 1982 onde essa ignição eletrônica Motorola foi instalada e na hora que vi o anúncio lembrei deste Passat. É uma pena que eu não tenha encontrado a foto da caixinha de ignição instalada. Tivemos também, seguindo a mesma linha, o mesmo sistema produzido pela Prematronic, que era comercializado nas concessionárias VW em sua linha de acessórios. Será que sobraram muitos “sobreviventes” deste acessório de época?

 

E vocês, o que me dizem desta alteração? Já fizeram? Acharam que valeu a pena? Algo contra o platinado, que não deixa de ser uma peça bem simples e barata? Cheguei a instalar certa vez no meu Passat 4M um kit de ignição eletrônica importado de uma loja de acessórios para VW clássicos. Era um módulo bem pequeno, instalado dentro do distribuidor, no mesmo local onde o platinado é instalado. Na época, foi bom e não alterou a aparência do motor. Porém algum erro (ou de projeto do módulo ou de instalação por parte deste que vos escreve) acabou por danificar o fio que saída do distribuidor para a bobina e retornei ao bom e velho platinado.

Atualmente uso sistema semelhante no meu Passat LS 80. Já faz aproximadamente 3 anos de uso. Desde então, não tive problemas relacionados a ignição. Foi possível perceber um sensível ganho na economia, além de uma maior facilidade na partida com o motor frio. E, mais uma vez, sem alterações no visual do motor ou necessidade de encontrar um local para a fixação do módulo de ignição. No saldo geral, foi uma melhoria bastante proveitosa.

Sobre Grigorevski

Fundador da Home-Page do Passat e presidente do Passat Clube - RJ.

Confira também

Consumômetro Wattecnica

Consumômetro Wattecnica

Os computadores de bordo ficaram famosos no Brasil através da Chevrolet, no final dos anos ...

10 comentários

  1. Legal o anúncio. No meu está e, continuará por muito tempo, o bom e velho platinado que sempre funcionou perfeitamente.

    Eu conheci um Passat LS 1981 no ano passado em um encontro no Cambuci (SP), com ignição eletrônica de fábrica. fato que eu desconhecia. Pensava que este tipo de ignição só existiria em Passat mais novos.

  2. Muito interessante! Imagino que foi um assessório bem caro para a época. Outro aspecto também interessante é o fato de tomarmos conhecimento de atividades da Motorola numa era “pré-celulares”. Lembro apenas dos “chiquérrimos” telefones veiculares no seriado Casal 20. Lembram? (é duro ser velho, rsrsrs…)

  3. O platinado é realmente barato e, numa emergência é só ter uma lixa na mão pra fazê-lo funcionar até em casa. O problema, que não é de hoje, é encontrar peças de qualidade; há 10 anos eu já tinha dificuldades pra substituir o do meu falecido LS 78. O meu LS 76 já veio do ex-dono com um conjunto distribuidor/ módulo – mais moderno – e não pretendo voltar pro platinado, realmente deve-se respeitar a estabilidade do sistema.

  4. Eu sou a favor do sistema que está no carro em pleno funcionamento. Se está platinado, mantenha. Se já foi colocada ignição eletrônica, funcionando bem, mantenha.

    Em termos de funcionamento, acho que a melhora é notada somente no consumo e partidas. Mas nada muito absurdo…

    • José Marcos Holzmeister

      Tomé Colatina ES. 19/05/2014 v v Coloquei uma ignição Motorola igual a da foto em um carrode minha propiedade, Um ecury ano 1946 6 vlts. e e mesmo esta funcionando muito bem até hoje.

  5. Tenho uma igniçao desta completa até com manual e nota fiscal, comprada em 06/05/80, valor 6,900,00 CR$ , foi instalada em varios carros já e funciona até hoje.

  6. André, todos os Passat 1983 vinham com ignição eletrônica? Não era opcional? Li em algum lugar (não lembro onde), que só em 1984 passou a ser de série.
    Outro ponto estranho é que o catálogo atual da Bosch diz que até dezembro de 1983 a bobina do Passat era a azul. A partir de Janeiro de 1984 a bobina é a vermelha (28000 V) cód. final 067. Veja: http://br.bosch-automotive.com/media/parts/download_2/ignicao/5363_BR_Catalogo_Bobinas_2016_v6.pdf
    Será que está certo esse catálogo?
    Tenho um Miura Targa que saiu de linha em fevereiro de 1984 da fábrica da Miura com motor MD-270, a bobina que está no carro é com corpo de alumínio e o código Bosch corresponde a azul, mas não sei se está certo.
    Um abraço

Deixe uma resposta