Cidadão do mundo: Audi 80 LS 1976

Este belo Audi 80 LS está a venda em uma loja da Alemanha e é mais um achado para nossa seção “Cidadão do Mundo“. O exemplar chama a atenção por seu estado e características. A começar pela cor, Manila Grün, que aqui conhecemos como Verde Pampa, usado pela VW do Brasil nas linhas 80 e 81. O interior possui tons de bege e marrom, o que produz uma combinação de bom gosto com a cor externa. Ao contrário do primo alemão, no Brasil o Passat na cor Verde Pampa só era oferecido com o interior preto.

Audi 80 LS 1976

Produzido em 1976, foi o primeiro ano em que o Audi 80 usou a dianteira com faróis retangulares. Como sabemos, essa dianteira foi usada posteriormente nos Passat brasileiros e sul-africanos, porém nunca nos Passat alemães. O hodômetro marca 85.000km, baixa para seus 41 anos de idade.

Audi 80 LS 1976
A traseira do Audi 80 LS 1976 e a posição do estepe, diferente diferente dos Passat.

O estado do interior impressiona, com bancos e forrações laterais sem rasgos e com desgaste mínimo. O câmbio é manual e o motor é 1.6. Faróis de neblina fecham o conjunto, sem destoar. Reparem que o acionamento do quebra-ventos é feito através de um botão giratório localizado no acabamento da forração da porta.

Interior do Audi 80 LS 1976
Interior em tons de bege e marrom, apresenta excelente estado de conservação.

A posição do estepe chama a atenção de quem está acostumado com o Passat. Ele é fixado em pé junto a chapa que separa o porta-malas do banco traseiro. Outra coisa que salta aos olhos é o uso de pára-choques sem polainas com estes faróis, não usado aqui.

Audi 80 LS 1976
O botão que aciona a abertura do quebra-vento (acima) e o motor 1.6 que equipa o exemplar anunciado (abaixo).

Esse Audi 80 LS pode ser seu por 7950 euros. Isso dá aproximadamente R$30.000 na cotação atual. Estes são os custos apenas da compra do carro, claro. No caso de uma importação, ainda há diversos outros custos como o transporte, despachante e impostos, que aumentariam bastante o preço final do carro no Brasil. Uma brincadeira bastante salgada, claro. Mas é um carro que cairia bem em qualquer coleção por aqui…

Sobre Grigorevski

Fundador da Home-Page do Passat e presidente do Passat Clube - RJ.

Confira também

Passat em El Salvador, 1986

El Salvador, 1986

Chamar o Passat de “Cidadão do Mundo”, como a própria Volkswagen fez em uma propaganda ...

Deixe uma resposta