Home / História / Passat a álcool no Iraque

Passat a álcool no Iraque

E hoje trazemos o resultado de mais uma pesquisa sobre a história do Passat, para que elas não se percam no tempo e caiam no esquecimento. Já citamos aqui algumas vezes que a Volkswagen, em face do lançamento do Passat a álcool e o consequente interesse de outros países nesta tecnologia, doou alguns veículos movidos por este combustível para as nações que eram potenciais compradoras. Recentemente mostramos, por exemplo, o Passat doado ao Paraguai, que pode ser visto neste post. E agora, o país interessado no biocombustível seria mais difícil de adivinhar. Afinal, quem poderia imaginar a existência de um Passat a álcool no Iraque?

Passat a álcool no Iraque
O ministro Taher Tawfiq recebe o Passat LS a álcool. Fonte: Diário de Pernambuco, 6 de julho de 1982.

Mas um dos maiores produtores de petróleo do mundo parecia realmente interessado em uma alternativa ao combustível fóssil. O álcool seria obtido da cultura de tâmaras, uma das principais do país. O ano era 1982, em plena guerra Irã-Iraque e apenas alguns meses antes da VW começar o envio em massa do Passat para aquele país.

A doação de uma unidade do Passat a álcool para o Iraque aconteceu em junho daquele ano e foi noticiada pela imprensa brasileira através de algumas notas de jornal. O Passat, aparentemente um modelo LS 4 portas, na cor branca e com motor 1.6, conforme o emblema no pára-lama dianteiro, foi entregue ao então Ministro da Indústria e de Recursos Minerais do Iraque, Taher Tawfiq, durante uma visita à montadora em São Bernardo do Campo.

Pelo menos outras duas autoridades iraquianas participaram da visita: Al Shalan, presidente do comitê de compras de automóveis do Iraque, e Faiq Maki Ahmed, embaixador iraquiano no Brasil. As chaves do Passat foram entregues pelo diretor da VW, Bernhard Eland. Ainda segundo as notas da imprensa da época, o automóvel seria utilizado para testes de avaliação e pesquisa.

Passat a álcool no Iraque
Mais uma imagem da entrega do Passat ao ministro iraquiano. Fonte: Diário do Paraná, 27 de junho de 1982.

Como sabemos, os Passat a álcool não foram exportados para o Iraque ao longo do contrato entre o país do Oriente Médio e a Volkswagen do Brasil. Portanto, apesar de não termos encontrado mais nenhuma notícia sobre o estudo do uso de álcool combustível pelo Iraque, é possível concluir que essa ideia acabou sendo deixada de lado e virou mais uma página da história.

Sobre Grigorevski

Fundador da Home-Page do Passat e presidente do Passat Clube - RJ.

Confira também

São Leopoldo, 1974 - Lançamento do Passat

Lançamento do Passat em São Leopoldo – RS, 1974

E que ótimas imagens o amigo e leitor Rodrigo Abreu publicou no grupo da Home-Page ...

Deixe uma resposta